mkt-pessoal

Marketing pessoal eficaz: Técnicas para impulsionar a imagem

Os profissionais de hoje precisam lidar com um número grande de exigências para estarem em dia na corrida por oportunidades. Uma delas – e que merece muitíssimo a nossa atenção – é o marketing pessoal.

Quando falamos em marketing, imediatamente pensamos nas estratégias utilizadas por empresas e marcas para propagar um produto ou serviço, com a intenção de que sejam os escolhidos pelo público e que tenham destaque no mercado.

O marketing pessoal é similar, com a diferença que, nesse tipo específico, o que se deve destacar é a imagem do próprio profissional. Em outras palavras, no marketing pessoal, estão as estratégias para que nos mostremos diferentes dos demais, destacando as qualidades que possuímos e enfocando nas habilidades de temos desenvolvidas e aprimoradas.

Muito se fala sobre marketing pessoal – e sobre a imagem que transmitimos aos demais – em contextos específicos, como as entrevistas de emprego. No entanto, isso não quer dizer que, depois de ser selecionado para a vaga ou de atingir um certo patamar dentro da empresa, pode-se esquecer desse marketing. Não: essa é uma atenção constante, já que somos avaliados todos os dias.

Foto: Shutterstock

Como é o seu marketing pessoal? Se você anda satisfeito com a imagem que transmite, veja, nos tópicos seguintes, algumas técnicas para aprimorá-la.

1. Saiba apresentar-se de forma contundente e objetiva!

Um dos passos centrais para um bom marketing pessoal é saber falar de si mesmo de forma adequada, abordando experiências passadas relevantes, metas a curto prazo e o que mais nos definir.

Quando perguntados sobre esses aspectos, os profissionais não podem ter dúvidas: precisam saber claramente o que são e onde querem chegar. Isso demonstra confiança e, sem dúvidas, soma pontos para transmitir uma boa imagem.

Nas grandes empresas, os colaboradores recebem orientações claras para, quando necessário, conseguirem representar a marca em poucos minutos, com clareza e de forma interessante. Para falar de si mesmo, os mesmos cuidados e habilidades são necessários.

2. Saiba se comunicar com eficácia!

A forma como nos comunicamos com os demais diz muito sobre nós, sobre o quão preparados estamos para trabalhar em grupo ou dialogar com clientes. Quem tem dificuldades para transmitir uma mensagem e dialogar com outras pessoas no ambiente de trabalho prejudica muito o seu marketing pessoal, já que existem fortes receios contra quem não consegue falar bem ou elaborar o raciocínio para ter uma fala mais organizada e atrativa.

Uma boa comunicação precisa estar entre suas prioridades se você quiser investir em marketing pessoal e ser percebido como um profissional acima da média. Hoje, um grande currículo não é suficiente. Se existirem falhas graves de comunicação, o profissional ficará aquém dos demais.

3. Domine a sua linguagem não-verbal

No tópico anterior, falamos sobre a importância da comunicação, especialmente a comunicação falada. Pois bem, a dinâmica não verbal (ou linguagem não-verbal) também exerce influência no marketing pessoal e, por isso mesmo, é preciso saber dominar a forma como nos comunicamos através do nosso corpo, nossas expressões faciais, nossa voz e olhar. Alguns cuidados quanto a isso são:

– Ter uma boa postura, já que uma postura curvada (por exemplo) pode transmitir a sensação de tédio ou desinteresse pelo que estamos fazendo;

– Usar a voz de forma contundente, encontrando um volume, um ritmo e um tom de voz adequados para o diálogo com os demais;

– Manter a harmonia entre expressão facial e conteúdo da nossa fala, abandonando a falsa ideia de que manter-se neutro expressivamente é a melhor opção;

– Ter cuidado na hora de se vestir, levando em consideração o contexto no qual estamos inseridos e as suas exigências;

4. Garanta uma boa presença na web

Não é segredo para ninguém que, atualmente, grande parte das empresas avalia as redes sociais dos profissionais antes de contratá-los. Evitar exposições desnecessárias no ambiente virtual também faz parte do marketing digital. De forma similar, ter um bom portfólio soma muito na hora de transmitir uma imagem profissional positiva para clientes, colegas e líderes.

Escrito por Livia Bello no Blog The Speaker.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.