marketing-de-relacionamento

Como obter sucesso no marketing de relacionamento

Empreender é o grande negócio para quem quer crescer financeiramente no Brasil. Um estudo do programa de pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), apontou um aumento do empreendedorismo no Brasil. Segundo o levantamento, no Brasil, existe cerca de 51,8 milhões de empreendedores, ou seja, a cada cinco brasileiros adultos, dois são empreendedores.

Foto: Marcelo Bassani / DIN

O empreendedorismo por oportunidade também está em alta, entre os brasileiros que escolheram abrir um negócio próprio, 61,8%, no ano de 2018, abriram por oportunidade, contrapondo os negócios que surgiram por necessidade, com 37,5%. É o melhor resultado desde 2014, o que mostra que o brasileiro tornou-se mais calculista para empreender.

A oportunidade de empreender

Empreender deixou de ser uma segunda opção para se tornar uma oportunidade, muitos brasileiros abandonam seu trabalho tradicional para ter os benefícios que o empreendedorismo traz. Poder trabalhar em horários alternativos, ver os esforços de trabalhos serem refletidos na renda mensal e ser o próprio chefe, essas são algumas das principais motivações para sair do trabalho tradicional e optar pelo empreendedorismo.

Com todas as histórias de sucesso, motivação é o que não falta para quem quer seguir a carreira de empreendedor, porém engana-se quem pensa que empreender é como se fosse uma loteria, apenas sorte já é suficiente para trilhar o caminho do sucesso, mais do que isso, empreender envolve incerteza, medo e risco para quem começa do zero e essas sensações são potencializadas sempre que há a necessidade de assumir o compromisso do negócio próprio. Mesmo com todos esses sentimentos, empreender é calcular, analisar o mercado e investir onde o instinto interior mandar.

O mercado está cada vez mais aberto para novas ideias e novas pessoas, que buscam a evolução constante e não se limitam a ficarem satisfeitos com as conquistas atuais. Nesse caso a personalidade para o empreendedor é necessário, não querer ser um eterno funcionário, limitando-se a seguir ordens e minar as ideias constantes que aparecem na cabeça.

O que fazer para empreender?

Ao iniciar a jornada, o empreendedor não pode ficar se comparando com os demais, conhecer as histórias de sucesso é importante para ver as maneiras de buscar o êxito profissional, mas ficar limitado a apenas olhar o que os outros fizeram, pode causar ainda mais medo de começar. Lembrando que cada um tem seu caminho, não existe um modelo exato para o sucesso e sim diversas opções para empreender.

A percepção do risco é algo particular, é um grande problema o empreendedor julgar que não vai passar por turbulências ao longo do processo, o caminho do empreendedorismo não é um mar de rosas, mais do que isso, é necessário trabalhar com a margem para o erro. A cabeça não deve estar focada em não errar e sim no que fazer quando errar.

Sucesso no empreendedorismo

Marcelo Bassani é um exemplo de sucesso no empreendedorismo. Com o foco no marketing de relacionamento, Bassani explica como conheceu o modelo de trabalho: “Eu conheci o empreendedorismo quando estava para me formar em economia na faculdade. Na época trabalhava em uma empresa familiar e era apaixonado pelo que fazia”, explica.

Existem muitas motivações para ingressar no empreendedorismo, alguns buscam uma renda extra, outros olham para o empreendedorismo como uma das maneiras mais tangíveis de alcançar a tão sonhada independência financeira. Por ser uma indústria meritocrática, quanto melhor for o desempenho, maior será o reconhecimento. Para Bassani, um dos motivos que incentivou a começar foi a oportunidade de diversificar os ganhos: “O grande motivo de eu ter procurado outra fonte de renda foi que aprendi com meu pai que o segredo do sucesso é diversificar seus ganhos e, para mim, poder começar a empreender em paralelo ao meu trabalho, com baixo investimento inicial, possibilidade de ganhos reais e construção de renda residual foram fatores muito importantes para que eu começasse nesta indústria”, relembra Bassani.

Ao longo dos anos Bassani montou uma equipe de Venda Direta em vários países através do modelo de marketing de relacionamento, onde representa uma multinacional americana especialista no setor de antienvelhecimento. 

“O começo foi bem desafiador, não conhecia pessoas próximas a mim que tinham resultados na indústria, mas aprendi que informação é diferente de opinião, e que, se eu quisesse ser profissional na indústria deveria perguntar para pessoas de sucesso no segmento.”

Baseado nisto, Bassani foi procurar informação e viu que a indústria de Venda Direta fatura bilhões de dólares pelo mundo e gera negócios em centenas de países, tendo grandes players de mercado atuando neste setor. Com isso, Bassani afirma:

“Acredito no marketing boca a boca, pois é um poderoso indicador de negócio, e quando ele é atrelado a empresas de produtos relevantes para a sociedade gera-se um impacto positivo para quem compra e para quem vende os produtos”.

O mercado continua a crescer em favor desse setor e promete ganhos fortes para empreendedores que buscam complementar a renda.

Escrito pela Dino em Terra

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.