6 dicas do LinkedIn para melhorar seu marketing dentro da plataforma

Já tentou usar o LinkedIn como ferramenta de marketing digital do seu negócio e não teve bons resultados? Talvez, você não estivesse utilizando a plataforma da maneira correta. Há diversas ações que podem se reverter em ganhos para sua empresa.

A chefe do departamento de serviços de publicidade da rede social no Brasil, Patrícia Leka, falou sobre o assunto durante o Fire Festival 2019 (evento de inovação realizado pelo Hotmart), em Belo Horizonte. Segundo ela, o país tem hoje mais de 39 milhões de usuários, uma média de dois novos por segundo e um engajamento 14% maior que de outros lugares do mundo (são 639 milhões ao todo).

Veja, a seguir, algumas dicas da executiva de como ter sucesso em campanhas de marketing digital na plataforma:

Conteúdo compreensível

“Não basta apenas copiar e colar. É preciso traduzir e se fazer entender”, explica Patrícia. Isso vale para o que é compartilhado no feed, já que nem sempre o público sabe o que significam alguns termos.

Análises

É importante coletar dados dos seguidores da sua empresa na rede, como perfis e cargos. “A prática nos ajuda entender o tipo de conteúdo que eles querem e também a criar campanhas personalizadas que terão mais impacto”, conta.

Programação

“É comum chegarmos a clientes que não possuem um calendário definido de programação, o que não é nada recomendável”, diz. Ter um cronograma definido de posts ajuda a enxergar quais publicações fizeram sucesso e, assim, continuá-las.

Conteúdo

Segundo um estudo da Cisco, até 2021, todo o consumo de mídia nas redes sociais será a partir de vídeos. “O vídeo é mais fácil de consumir do que textos, mas eles precisam ter legenda sempre”, enfatiza a head. Infográficos também são recomendáveis para a difusão de conteúdo.

Seja ativo

Como diz o ditado, “quem não é visto não é lembrado”. Assim, postar e criar conteúdo com frequência é uma das receitas. “Se você quiser publicar algo que já foi postado em outra rede ou até mesmo em outro blog, não tem problema repetir”, explica. Ela alerta, porém, que é necessário compartilhar assuntos próximos a sua área e atuação, pois o público sabe identificar o que não faz parte de suas características. “Não surfe ondas que não são as suas”, conclui.

Tendências

Inteligência artificial, a aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados (que entra em vigor a partir de 2020) e otimização de SEO para pesquisa por voz devem estar no radar do empresários. “Saber o que está acontecendo e se preparar para isso é uma grande vantagem competitiva”, finaliza Patrícia.

Escrito por Guilherme Sommadossi na Forbes Brasil

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.